segunda-feira, março 09, 2009

Recibos verdes

O nosso mercado laboral é, como todos sabemos, composto por muitos trabalhadores que, apesar de exercerem as mesmas funções/horários que um trabalhador a contrato, são pagos a recibos verdes. Por mais que o governo tente incentivar mudanças - e fá-lo de forma muito estranha, convenhamos -, a situação destes trabalhadores, perante as instituições públicas, só piora.

Caso não saibam, numa tentativa de apoio às famílias nacionais, o Estado decidiu que o reembolso do IRS será feito no mês seguinte à entrega da declaração, com excepção dos trabalhadores independentes. Porquê? Não são eles trabalhadores, não têm também necessidades, não são eles muitas vezes esteio de famílias, não precisam igualmente de apoio? Estas disparidades começam a tornar-se insuportáveis e, numa tentativa de chamar o Governo à razão, o FERVE criou uma petição online. Para ajudar, basta assinarem aqui.

Obrigada!

7 comentários:

Já lá fui!!!

Se há coisa que me toca é isso!

Bêjos e obrigada pelo alerta!

Já tá :o)

Também estou farta de apanhar no pêlo =( Vou já assinar, obrigada pela dica!

O recibo verde é mais um exemplo que uma boa ideia quando mal aplicada, é apenas mais uma má ideia. Serve para os empregadores retirarem benefícios, enquanto os empregados vivem na corda bomba.
O propósito com que foi criado é muito bom, mas está mal empregue por muitos empregadores.
Já todos passamos por eles.

Não sei se a Cristina é a Helena Ramos da "Tertúlia Benfiquista", mas se for não compreendo o motivo porque diz que quem vive em Lisboa é mais honesto do que aqueles que vivem no Porto.
Essa é nova...

Sou, sim. Sem querer ferir ninguém, a verdade é que no Porto só vejo maus exemplos e, claro, associo muito a cidade ao clube do mesmo nome. A razão disto é muito lógica: o Porto é um clube regional e portanto dá aos habitantes da cidade uma mau conotação.

Não quero ferir susceptibilidades... Longe de mim... São visões.

Bem-vindo aqui ao espaço.

O governo tenta incentivar mudanças? Passe ele também os contratados que tem a recibos verdes para os quadros! Se estamos a trabalhar para uma instituição pública, é porque o quadro dessa instituição não está completo!